17 de Julho, 2017

António Neto da Silva é o novo CEO do Instituto de Formação Bancária (IFB) e do Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB), sucedendo no cargo a Aníbal Santos, por designação da direção da Associação Portuguesa de Bancos (APB).

“Antecipar o futuro” constitui a ideia-chave do mandato que António Neto da Silva agora inicia à frente do IFB e do ISGB, estruturas da APB vocacionadas, respetivamente, para a formação profissional e o ensino superior especializado.

Com um vasto curriculum empresarial, académico, associativo e governativo, António Neto da Silva é licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto e professor da Universidade Católica Portuguesa (Lisboa), regendo a cadeira de “Desenvolvimento Sustentável” nos cursos de mestrado e doutoramento em Estudos Europeus.

Foi secretário de Estado do Comércio Externo, tendo sido responsável pelas negociações de todos os projetos de investimento estrangeiro em Portugal de valor superior a 50 milhões de euros, incluindo o projeto Ford-Volkswagen (AUTOEUROPA), e também vice-presidente do ICEP.

É um dos pioneiros da indústria espacial portuguesa. Foi presidente da PROESPAÇO – Associação Portuguesa das Indústrias do Espaço (até março de 2017); acionista de referência e presidente do conselho de administração da DEIMOS ENGENHARIA, S.A., empresa de engenharia no domínio espacial, cujo principal cliente é a Agência Espacial Europeia (até ao início de 2017); e membro do conselho de administração, presidente da comissão financeira e tesoureiro da EUROSPACE – European Association of Space Industries (Paris) até junho de 2017.

É vice-presidente do BUSINESS ANGELS CLUB (associação de Investidores em Start-ups) e foi membro dos conselhos consultivo, fiscal e de auditoria do BANIF, presidente do comité fiscal da COMPANHIA DE SEGUROS AÇOREANA e gestor de uma sociedade de serviços financeiros, empresariais e imobiliários.
No âmbito da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), é vice-presidente da mesa da assembleia geral e membro do conselho da indústria, coordenando a área de competitividade e investimento direto estrangeiro.