É uma conta de depósito em que o 1º titular tem de ser reformado e não pode usufruir de uma reforma superior a três vezes o ordenado mínimo nacional.


Características

  • Comprovar a situação de reformado;
  • Abrir uma conta DO;
  • Que o 1º titular seja reformado;
  • Que os co-titulares, caso existam, sejam o cônjuge ou parentes em 1º grau;
  • Não ter mais do que uma conta poupança-reformados, na mesma ou em outras instituições de crédito;
  • O prazo destes depósitos varia entre os 181 dias a um ano.

 

Mobilização

Estes depósitos destinam-se a ser levantados na data de vencimento acordada entre o cliente e o Banco.

Pode haver mobilização/levantamento antecipado, o que normalmente implica o pagamento de uma taxa.


Remuneração

Os juros desta conta são liquidados no fim do prazo contratualizado por acumulação ao capital inicialmente depositado ou por crédito na conta DO. Os juros produzidos pelas entregas ao longo do prazo são calculados à taxa proporcional.

O cálculo dos juros é igual ao das contas DO, já que esta modalidade também admite reforços de capital.

Os juros das contas poupança-reformado beneficiam de isenção de IRS na parte do saldo que não ultrapasse um determinado montante.